Engieblog
Compartilhe este artigo
quando trocar a correia dentada

Saiba quando trocar a correia dentada para evitar problemas

By Racoon

Antes de saber quando trocar a correia dentada, é importante entender que ela garante, basicamente, três coisas fundamentais para o funcionamento do veículo: a sincronia entre o eixo virabrequim e o sistema de injeção de combustível, a sincronia entre o motor e o eixo de tração das rodas e o funcionamento de equipamentos como o alternador e o ar-condicionado.

Continue a leitura para aprender tudo sobre o assunto, inclusive quando trocar a correia dentada e a importância da manutenção preventiva, assim evitará prejuízos bem mais pesados no seu bolso!

O que pode ocorrer se a correia estiver danificada?

Se a correia dentada estiver desgastada, listamos os principais sintomas, são eles:

  • perda de potência do motor;
  • mau funcionamento do ar-condicionado;
  • superaquecimento;
  • descarga da bateria por falha do alternador;
  • falhas no sistema de ignição.

Quando a correia se romper totalmente, o carro simplesmente não irá funcionar, pois ela é responsável pelo sincronismo entre o virabrequim e o eixo de tração.

Qual a vida útil da correia?

Normalmente, a correia dentada dura até 50 mil quilômetros ou cinco anos de uso. Entretanto, o momento certo de quando trocar a correia dentada dependerá de outros fatores, como o uso do veículo em situações extremas, como lugares muito poluídos, estradas de terra ou não pavimentadas, áreas de mineração entre outras.

Também é importante considerar as informações do manual de instruções do veículo e lembrar que carros que ficam muito tempo parados podem ter maior desgaste das peças e a correia dentada é uma delas.

Correia dentada X corrente de comando

Os carros mais modernos, como alguns modelos da Chevrolet e vários da Toyota, Nissan e Honda, estão vindo de fábrica com outro sistema no lugar da correia: são as correntes de comando.

Elas têm exatamente a mesma função: dar sincronia ao eixo virabrequim e os sistemas de funcionamento do motor. A diferença é que, por ser feita de aço, a corrente requer muito menos manutenção. Aliás, com isso criou-se um mito de que os veículos que usam correntes de comando não precisam de nenhuma manutenção, no entanto, não é verdade.

Assim como é preciso saber quando trocar a correia dentada, a correia de comando também exige esse conhecimento. Elas têm vida útil em torno de 100 a 120 mil quilômetros e devem ser checadas ou substituídas nos casos previstos no manual de instruções de cada modelo de veículo.

Quando trocar a correia dentada?

Como dito acima, em média, uma correia dentada dura 50 mil quilômetros. Essa duração pode variar para mais ou para menos, de acordo com a utilização do carro. Para saber quando trocar a correia dentada, se não tiver certeza de quando ocorreu a última troca, é possível observar alguns sintomas de desgaste:

  1. Rachaduras: se a correia apresentar ranhuras ou rachaduras, mesmo que em apenas algumas pequenas partes, é recomendado fazer a troca, pois essas rachaduras podem indicar o ressecamento da correia e uma possível quebra pode estar por vir.
  2. Dentes ou pedaços faltando: se notar que há buracos na correia ou a falta de algum fragmento, a substituição também é recomendada, pois indica um desgaste mais severo.
  3. Abrasão ou atrito: se a parte de trás da correia estiver brilhante, como se estivesse polida, ou se o tecido interior dela estiver aparecendo, é sinal de que a correia está sofrendo atrito com alguma parte do motor. Além da própria correia, nestes casos é importante verificar os tensionadores, pois há a possibilidade deles estarem frouxos e, assim, causando a abrasão da correia dentada.
  4. Desgaste desigual: se um dos lados da correia está se desgastando mais depressa que o outro, pode ser sinal de correia mal encaixada ou de problemas de tensão. Nestes casos, também é necessário trocar a correia e ajustar o tensionador do veículo.

Manutenção preventiva do automóvel

quando trocar a correia dentada

A revisão evita muitos desgastes e gastos maiores no futuro, por isso verifique com seu mecânico quando trocar a correia dentada do seu carro.

Por ser uma das partes mais importantes de todo o veículo, saber quando trocar a correia dentada é essencial. Por isso, faça verificações a cada cinco ou dez mil quilômetros, observando as condições de conservação da correia. Desta forma, além de prevenir possíveis rompimentos dessa parte do veículo, estará prevenindo-se, também, de gastos maiores, com o conserto de sistemas mais caros.

É importante lembrar que, cada dia mais, a tecnologia de produção tem oferecido ao mercado correias mais duráveis e confiáveis. Os motores mais modernos também são bons conservadores da correia dentada e de comando. A maioria deles vem com capas de proteção que impedem a sujeira de alcançar determinadas partes, o que ajuda a elevar a vida útil.

Por isso, informe-se sobre quando trocar a correia dentada do seu carro através do manual do seu veículo e também com o seu profissional de confiança.

quando trocar a correia dentada

Gostou do artigo? Conte para nós qual foi sua experiência com a correia dentada!

Lamentamos informar que em 20 de Abril de 2020, a Engie encerrará seus serviços. Leia mais aqui